NAO DEIXE SEU CONDOMINIO NO ESCURO ESCOLHA O GERADOR IDEAL – BLOG (1)

Não deixe seu condomínio no escuro: escolha o gerador ideal

A MWM Motores e Geradores encara o desafio de atender às demandas dos condomínios em tempos de home office e de crise energética

São incontáveis as transformações que a pandemia da Covid-19 trouxe ao mundo e aos condomínios. Com o isolamento social, como garantir a condição adequada para moradores que trabalham em casa? Na época das chuvas – ou de apagões – , como assegurar que a falta de energia não prejudique os moradores?

Com profunda experiência no mercado condominial, a MWM Motores e Geradores oferece soluções para essas questões. As principais são os grupos geradores individualizados para cada condomínio e unidade, e sua equipe de profissionais pronta para atender às demandas cada vez mais complexas.

“A faixa de potência dos geradores MWM está compreendida entre  12 e 1.250 kVa, sendo a mais comum para condomínios os equipamentos que geram entre 100 e 500 kVA. Para definir qual será o grupo gerador perfeito para cada condomínio, é necessário muito planejamento. Os grupos geradores da MWM buscam atender a essas especificidades, ao mesmo tempo em que facilitam a vida do síndico”, define Cristian Malevic, diretor da unidade de negócios de Motores e Geradores.

Como escolher o melhor gerador para o seu condomínio

Há três questões importantes para se pensar em qual gerador instalar, onde e de que maneira:

  1. A demanda dos condôminos. O que eles querem que fique ligado durante uma queda de energia? Somente as áreas de lazer comum e facilities? O computador para trabalhar? Ou prefere o ar-condicionado e a geladeira funcionando?
  2. As regras em cada município. Como a regulação dos geradores é de competência municipal, cada cidade tem regras diferentes para lidar com os motores. Alguns exemplos: quanto combustível pode-se armazenar em um tanque no condomínio? Como deve ser a manutenção? Qual é o limite de ruído? “Todas essas questões são importantes e familiares para a MWM, que estuda e assessora o síndico sobre qual a decisão de maior qualidade e maior legalidade”, diz o diretor.
  3. A personalização. A escolha também envolve questões como a estética. O portfólio da MWM tem cores para os grupos geradores combinarem com o restante do ambiente do condomínio. Também há o cuidado para que a chaminé e os exaustores do motor sejam estrategicamente alocados para evitar qualquer incômodo aos moradores.

Conhecimento e treinamento específico

A MWM conta com uma equipe para assessorar o condomínio desde o dimensionamento do equipamento, passando pelo projeto civil e elétrico, até os cuidados que os grupos geradores exigem após instalados. A empresa atende em todo o Brasil e tem milhares de grupos geradores funcionando no país.

Sendo assim, a quantidade de postos de assistência técnica disponíveis é vasta — mais de 550 pontos de venda de peças, e mais 90 pontos de serviço especializado em grupo gerador.

As equipes técnicas estão próximas aos síndicos para desenvolver os planejamentos da instalação dos grupos geradores e também participam nas manutenções preventivas.

“No caso de condomínios muito antigos, a reforma para adição dos geradores é profunda. Muitas vezes, é necessária a troca de toda a estrutura elétrica do prédio. Nossos especialistas ajudam o síndico no desafio de comunicar de forma clara e transparente essas reformas ousadas aos moradores. Se necessário, esses técnicos participam da reunião de condomínio”, explica Malevic.

Como funcionam as manutenções preventivas do gerador?

As pessoas normalmente se lembram do grupo gerador apenas quando precisam dele. E, de fato, para um morador, esse é o ideal; afinal, ninguém quer ficar em contato direto com o equipamento. Porém, para o síndico, isso pode ser uma dor de cabeça.

O grupo gerador precisa de cuidados específicos e periódicos para seu bom desempenho — não só pelo funcionamento do equipamento, mas também por questões legais envolvendo as leis municipais.

Nesse sentido, a MWM oferece aos condomínios planos de manutenção cuidadosamente desenhados pela equipe técnica que assessora o síndico. Eles podem ser mensais e anuais, cobrem todas as visitas para vistoria e manutenção, bem como as trocas de equipamentos e óleo.

Fonte: Sindiconet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *