CONHECA OS DIFERENTES TIPOS DE RACHADURAS E COMO LIDAR COM ELES – POST (1)

Conheça os diferentes tipos de rachaduras e como lidar com eles

As trincas estão ligadas diretamente a falha estrutural e são as mais graves.
Para detectar a causa das rachaduras, é necessário um laudo profissional.

Existem dois tipos de rachaduras: as trincas e as fissuras. As trincas estão ligadas diretamente a falha estrutural e, consequentemente, esse tipo é o mais grave. Já as fissuras são uma forma mais leve de rachadura e podem ser resolvidas com massa corrida e tinta. Além das causas naturais, como mudanças de temperatura, terremotos e enchentes, fatores internos e externos podem causar as indesejáveis rachaduras.

“Os internos são acarretados por mau uso dos materiais de construção e o não seguimento das especificações do fabricante. Já os externos são ocasionados por vibrações, obras vizinhas, por exemplo”, explica a engenheira civil Grazieli Aparecida Aliaga.

Ainda de acordo com Grazieli, o uso inadequado da construção também pode ocasionar rachaduras. “Para a construção de uma sala de aula, o engenheiro responsável utilizará uma medida de peso diferente do que utilizaria para uma biblioteca. Caso a utilização da sala não seja a designada originalmente, podem aparecer fissuras ou, em um caso mais grave, trincas”.

Elizabeth de Olivio Fagundes, moradora do bairro Ouro Fino, em Sorocaba (SP), convive com as trincas há mais de 10 anos. “Quando eu comprei a casa, o proprietário anterior havia me informado sobre as rachaduras. Meu filho chegou a reformar, mas não adiantou. Dizem que a residência foi construída onde era um aterro sanitário e, por isso, a terra não estava compactada o suficiente para aguentar o peso”, conta.

Elizabeth diz que o transtorno atinge também os vizinhos. “Aproximadamente 10 casas estão na mesma situação. A construtora responsável pelas obras não realizou um bom trabalho, o esgoto e a enxurrada entram por um buraco e correm por baixo das residências”, analisa.

No apartamento de Teresa Oliveira, no Centro de Sorocaba, as fissuras estão localizadas nos batentes das portas. “Essas rachaduras estão aí desde que eu me mudei para cá, há oito anos. O prédio é antigo e o trânsito aqui na região é intenso, acredito que essas sejam as causas”, comenta.

Para detectar a causa exata das rachaduras, é necessário um laudo de um profissional credenciado pelo Conselho Regional de Engenharia (Crea). Só após esse diagnóstico, é posssível tomar as medidas necessárias para solucionar o problema.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *